Flash Organizations: O que são, como e onde são usadas

Flash Organizations: O que são, como e onde são usadas

Departamentos, divisões, setores: a forma como as empresas e organizações são estruturadas é um remanescente de uma era industrial passada, em que tarefas e deveres eram programáticos e regidos. Apesar de altamente formulados, esses papéis realmente criaram problemas dentro das empresas: as pessoas que executavam as mesmas tarefas sentavam-se próximas umas das outras e, inevitavelmente, silos eram criados.

Tais complexidades e estruturas organizacionais faziam sentido em um mundo analógico. No entanto, o nosso mundo está conectado e as oportunidades são grandes demais para depender de métodos ineficientes e antiquados. As organizações percebem isso, mas ainda não encontraram o equilíbrio certo: embora enfrentem problemas com a falta de equipes multifuncionais de projetos, os indivíduos e as ferramentas permanecem no “mundo do silo”.

As “Flash Organizations” são uma maneira de usar a tecnologia e o conhecimento direcionado para encontrar soluções para problemas, trazendo firmemente a solução de problemas organizacionais para o século XXI.

Como funciona

No passado, se você quisesse contratar os principais especialistas para resolver um problema, teria que ter acesso a fundos ilimitados ou uma rede extraordinária. Contudo, a tecnologia derruba os obstáculos ao acesso ao talento e também facilita a comunicação e a administração, permitindo que as organizações encontrem a combinação ideal de talento interno e externo para um determinado desafio.

“Flash Organizations” são essencialmente equipes orientadas a projetos de curto prazo, onde os melhores especialistas são recrutados para concluir um projeto. Com acesso a um mercado de trabalho on-line, as organizações podem contratar uma equipe de especialistas de todo o mundo, atribuir funções específicas a elas em uma hierarquia para resolver um único projeto. Depois que o projeto é concluído, a equipe se dispersa. Como escreve Taylor Kubota, da Stanford News: “A força de trabalho em Flash Organizations é … montada sob demanda em grandes mercados de trabalho on-line … [e é] composta por especialistas reunidos em uma hierarquia organizacional”.

Quais são os resultados

Em 2017, uma equipe de pesquisa da Universidade de Stanford produziu um estudo que mostrou que “Flash Organizations” poderiam ser construídas e implantadas para realizar tarefas com eficiência. Os resultados mostraram que não apenas as “Flash Organizations” eram fáceis de construir, elas produziram resultados mais eficientes do que as formas de trabalho tradicionais e permitiram que as equipes envolvidas se comportassem de maneira mais criativa e responsiva às mudanças de circunstâncias e objetivos.

Os excelentes exemplos de organizações em “Squads” já estão à sua volta. Filmes, álbuns e os principais produtos culturais consumíveis foram produzidos por “Flash Organizations”: uma produtora obtém um roteiro, contrata um diretor, produtor, uma equipe de atores e toda uma equipe técnica. Há uma meta e uma hierarquia claras, com a diretora delegando tarefas e instruindo sua equipe sobre o que fazer. Depois que o filme é feito, a equipe se dispersa e todos passam a projetos diferentes.

Outro exemplo, que é muito recente, é a operação de resgate na Tailândia, na qual um time de futebol juvenil ficou preso em uma caverna. Os meninos foram resgatados por uma equipe internacional reunida em pouco tempo pelas autoridades tailandesas: mergulhadores, organizadores, profissionais de saúde da Tailândia, Dinamarca, Austrália, Reino Unido e outros países. A clareza de papéis e hierarquia, bem como a comunicação clara, tornaram isso possível; de fato, todas as operações de resgate de emergência são organizadas em um formato flash, pois são formadas de maneira reativa, com prazos urgentes.

A tecnologia disponibiliza isso para todas as organizações. Estamos convencidos de que, globalmente, essa será a oportunidade e o desafio para todas as empresas. Somente aqueles que conseguirem montar rapidamente uma equipe dos melhores especialistas para enfrentar projetos importantes terão êxito.

Sobre o autor

Dr. Christoph Hardt é co-fundador e diretor administrativo da COMATCH, o mercado on-line para consultores de gestão independentes, fundado em outubro de 2014. Antes, trabalhou na McKinsey & Company, empresa de consultoria líder internacional, por quase oito anos, onde esteve principalmente responsável por projetos de marketing e vendas para clientes do setor de energia e química, como gerente de projetos. Em 2011, ele recebeu seu doutorado em economia pela Universidade de Bayreuth, onde já havia se formado em administração de empresas. Durante seus estudos, ele também participou do renomado EDHEC – Grande École de Management em Nice, França. Enquanto trabalhava na McKinsey, ele apoiou consultores juniores, orientando e participando do recrutamento. Ele possui várias tarefas de ensino em marketing e vendas B2B.

Rolar para cima
Abrir Chat
1
Fale conosco aqui!
Olá! Como podemos te ajudar?